Monitoramento

Olhares do Brasil: Ilha Bela, por Rafael Neddermeyer - Foto: Rafael Neddermeyer

O monitoramento é uma das frentes de atuação das instâncias regionais de participação do Observatório Litoral Sustentável sobre os grandes empreendimentos – Mesa de Diálogo dos Grandes Empreendimentos do Litoral Norte e Câmara Temática Grandes Empreendimentos, Setor Imobiliário e Transformações Regionais da Baixada Santista.

O objetivo é monitorar contrapartidas oriundas da instalação e licenciamento dos grandes empreendimentos no Litoral Paulista, como o pagamento dos royalties pela exploração do petróleo e gás, o pagamento das compensações ambientais às Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), efetividade das condicionantes ambientais (medidas mitigatórias e compensatórias) do licenciamento dos empreendimentos de significativo impacto ambiental na região. Este acompanhamento pode potencializar a efetivação dessas contrapartidas para a região afetada pelos grandes empreendimentos, priorizando o interesse local e regional.

O controle social dos Grandes Empreendimentos é uma das ações da Agenda Regional de Desenvolvimento Sustentável (Eixo I, Ação A e B). As ações de monitoramento são ferramentas de controle social na medida em que reúnem, sistematizam e tornam acessíveis informações relevantes sobre os empreendimentos.

Assim, as ações de monitoramento envolvem a organização de banco de informações e de documentos sobre as condicionantes ambientais, a definição de condicionantes consideradas prioritárias, a elaboração de banco de estudos oriundos das condicionantes de monitoramento de impacto dos grandes empreendimentos; a realização de estudo de caso para análise integrada dos diagnósticos, o monitoramento dos royalties e elaboração de proposta de Observatório dos Royalties, o mapeamento do processo decisório e critérios de destinação dos recursos oriundos das compensações ambientais ao SNUC – Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

Partindo da necessidade apontada pelos participantes das instâncias regionais do Observatório Litoral Sustentável sobre os grandes empreendimentos de conhecer, dialogar e monitorar os chamados “royalties” na região do litoral paulista, foi realizado o estudo sobre o novo Marco Regulatório do Pré-Sal. O estudo apresenta conceitos introdutórios e dados sobre a distribuição dos recursos disponíveis atualmente para os entes federados, com destaque para os municípios do Litoral Paulista. Além disso, foi elaborada de forma participativa uma proposta de “Observatório dos Royalties” coordenada pelo Instituto Pólis em parceria com o Instituto Ilhabela Sustentável.

Uma das prioridades apontadas pelas instâncias regionais de participação do Observatório Litoral Sustentável sobre os grandes empreendimentos foi compreender melhor o que são e para que servem as compensações ambientais. As compensações ambientais são recursos pagos por grandes empreendedores às Unidades de Conservação como forma de compensar os impactos ambientais decorrentes de sua implantação e operação. Elas são definidas nos processos de licenciamento ambiental dos empreendimentos com significativo impacto ambiental.

O estudo feito pelo Observatório Litoral Sustentável buscou realizar um mapeamento do processo decisório das compensações ambientais federais e estaduais, tendo como foco empreendimentos licenciados pelo Ibama e pela Cetesb. Tratou das instâncias de decisão envolvidas (Câmaras de Compensação Ambiental), regras sobre a distribuição e aplicação dos recursos, formas de participação e consulta aos Conselhos das UCs, bem como a elaboração de um fluxograma federal e outro estadual com o passo a passo mapeado. Além disso, foram realizados estudos de caso (Mexilhão e FPSO Cidade de Ilhabela/Petrobras) para exemplificar o montante de recursos envolvidos e como a decisão sobre a distribuição dos recursos tem se dado na prática, chamando atenção para existência de procedimentos de consulta aos Conselhos das Unidades de Conservações afetadas que não vem sendo utilizados e para a exigência legal de priorização de destinação de recursos para as Unidades potencialmente afetadas.

Conhecer e acompanhar a execução das medidas mitigatórias e compensatórias definidas como condição nas licenças ambientais para a implantação dos grandes empreendimentos, também foi definida como ação prioritária para potencializar as contrapartidas destes projetos para o Litoral Paulista.

O diálogo, a informação e o monitoramento das condicionantes ambientais das grandes obras de infraestrutura logística e energética na região envolvem: (i) a organização de banco de informações e de documentos sobre as condicionantes ambientais no Litoral Norte e Baixada Santista, (ii) a definição de condicionantes consideradas prioritárias pelas instâncias regionais de participação do Observatório Litoral Sustentável sobre os grandes empreendimentos, (iii) o convite a grandes empreendedores para a apresentação dos projetos implantados e em implantação e respectivas condicionantes, (iv) a elaboração de banco de estudos oriundos das condicionantes de monitoramento de impacto dos grandes empreendimentos, (v) a realização de estudo de caso para análise integrada dos diagnósticos oriundos de condicionantes de monitoramento, (vi) a realização de oficina de capacitação sobre o assunto e reuniões de diálogo em comunidades afetadas diretamente pelos grandes empreendimentos, dentre outras.

5218209823_43518d9aa5_o

Destaque

Observatório divulga levantamento sobre licenciamento ambiental

Com o objetivo de traduzir e divulgar informações técnicas e complexas sobre licenciamento ambiental a gestores e à sociedade civil em geral, o Observatório Litoral Sustentável lança o levantamento e a sistematização de estudos produzidos nos processos de licenciamento ambiental dos empreendimentos nas áreas de logística e petróleo e gás no Litoral Norte. A ação foi realizada por meio da Mesa do Diálogo dos Grandes Empreendimentos do Litoral Norte, em parceria com a Koru Consultoria Socioambiental.

Últimas Publicações

Vídeos da 6ª Reunião Extraordinária sobre acesso aos recursos da compensação ambiental

Reunião Integrada Gerência Litoral Norte - GLN/FF e UCs do Litoral Norte em conjunto 6a Reunião Extraordinária da Mesa de Diálogo Grandes Empreendimentos Litoral Norte, realizada no dia 30 de junho de 2016, em Caraguatatuba. O foco da reunião foi o Acesso aos Recursos de Compensação Ambiental dos grandes empreendimentos nas Unidades de Conservação – aprendizagem na elaboração de planos…
Veja Mais >>

Vídeos da 9ª reunião sobre condicionantes ambientais e impactos dos grandes empreedimentos na pesca

Vídeos da  9ª Reunião Ordinária da Mesa de Diálogo dos Grandes Empreendimentos do Litoral Norte Paulista. Na ocasião aconteceu a "Oficina de Capacitação sobre as Condicionantes Ambientais de Monitoramento dos Grandes Empreendimentos e Impactos sobre a Pesca".  O evento aconteceu dia 15 de junho de 2016, em Caraguatatuba.
Veja Mais >>

Vídeo da 5ª Reunião Extraordinária da Mesa de Diálogo sobre impactos na pesca

Vídeos da reunião do levantamento sobre impacto dos grandes empreendimentos na pesca, com enfoque nas comunidades tradicionais, promovida pelo Observatório Litoral Sustentável, em parceria com a CT pesca da APAMLN - Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Norte, no dia 14/06/2016, em Caraguatatuba.
Veja Mais >>
cavalos-de-ferro-petroleo-GM-2008

Saiba quais são as etapas do licenciamento ambiental

Etapas do licenciamento ambiental Para dar início ao processo de licenciamento, o empreendimento deve estar registrado no Cadastro Técnico Federal (CTF), fornecer informações sobre a localização, tipologia e fazer a solicitação à Diretoria de Licenciamento Ambiental (Dilic) do Ibama, que irá avaliar se a competência é federal e se o empreendimento é licenciável. 1ª etapa Sendo o licenciamento responsabilidade do Ibama, o órgão elabora um Termo de…
Veja Mais >>
11

UCs impactadas devem receber compensação ambiental

Observatório Litoral Sustentável promoveu reunião para esclarecer o processo de licenciamento e os critérios na aplicação de recursos aos parques O licenciamento ambiental é um procedimento administrativo realizado por um órgão ambiental competente, federal, estadual ou municipal, para autorizar a instalação, ampliação, modificação e operação de empreendimentos que utilizam recursos naturais ou que possam causar degradação ambiental. É um processo que pode ser complexo até…
Veja Mais >>
1

Evento debate acesso aos recursos de compensação ambiental

Encontro promovido pelo Observatório Litoral Sustentável, Conselhão e Fundação Florestal reuniu cerca de 80 pessoas em Caraguatatuba Toda Unidade de Conservação (UC) que sofra significativo impacto ambiental de empreendimentos deve, obrigatoriamente, receber compensação ambiental (financeira), independente de outras medidas mitigadoras e/ou compensatórias previstas no licenciamento ambiental. É o que determina o artigo 36  da Lei Federal nº 9.985/2000, criada para instituir o Sistema Nacional de…
Veja Mais >>

Ata da 30 reunião ordinária do CCAF realizada em 27/08/2014

Veja Mais >>
greve-portuarios-20140124_0003

Observatório promove reunião sobre recursos destinados às Unidades de Conservação

Encontro será realizado nesta quinta-feira (30/06), das 13h30 às 18h30, no Centro Universitário Módulo - Campus Centro, em Caraguatatuba Como elaborar planos de trabalho para acessar os recursos de compensação ambiental dos grandes empreendimentos das Unidades de Conservação do Litoral Norte é o tema da 6ª Reunião Extraordinária da Mesa de Diálogo Grandes Empreendimentos Litoral Norte, promovida pelo Observatório Litoral…
Veja Mais >>