Diagnóstico Urbano Socioambiental Regional

Faça download do Diagnóstico Urbano Socioambiental Regional, que tem como base das informações até o ano de 2012.

Arquivo 1

Diagnóstico Regional de Segurança Pública 

 

2 respostas a Diagnóstico Urbano Socioambiental Regional

  1. Gostaria de parabenizá-los pelo importante e extenso trabalho que imagino vai se tornar referência para todos que trabalham nas questões relacionadas a planejamento ambiental e territorial do Litoral do Estado de São Paulo.

    Gostaria de expressar uma preocupação e uma sugestão, como forma de contribuição e melhoria de seu trabalho. O Instituto Geológico (SMA-SP) tem forte atuação na prevenção de desastres e redução de riscos geológicos, tendo elaborado o mapeamento de áreas de riscos de vários dos municípios do Litoral do Estado, dentre outros (vide http://www.ambiente.sp.gov.br/institutogeologico/geodados/bases-online/prevencao-de-desastres-naturais-online/).

    Alguns destes municípios inclusive incorporaram este trabalho em seus planos diretores, como é o caso de São Sebastião, onde já foram elaborados dois estudos deste tipo, um em 1996 (http://www.igeologico.sp.gov.br/downloads/relatorios/CartaRiscoS%C3%A3oSebasti%C3%A3o.zip) e outro em 2006 (http://www.sidec.sp.gov.br/produca
    o/map_risco/pesqpdf3.php?id=51).

    Temos verificado ao longo de anos de trabalho e no contexto do Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e Redução de Riscos Geológicos – PDN (http://www.defesacivil.sp.gov.br/v2010/portal_defesacivil/conteudo/documentos/pdn/boletim_gaee_271212_rev_110313.pdf) que a ocupação inadequada do território muitas vezes tem criado áreas de risco cujos conflitos se misturam com ocupação de APPS, parques, etc, com impactos na gestão dos territórios municipais, envolvendo questões de saneamento, saúde, educação, segurança, etc, e que tem virado uma “bola de neve”. A solução para estas situações não está somente na chamada “remoção” e oferta de moradias em áreas regulares. O assunto é complexo e tem sido debatido na esfera das instituições do Estado, junto ao PDN, que tem interação com o tema.

    Desta forma, sugiro que o assunto seja abordado com de forma específica em seu diagnóstico, talvez um capítulo, que expresse o mapa de distribuição das áreas de risco e um síntese dos problemas relacionados a elas, constante nos relatórios, cuja citação bibliográfica correta pode auxiliar os consulentes que se interessem por detalhes sobre os levantamentos.

    Agradeço pela oportunidade de me expressar e coloco-me a disposição.

    Maria José Brollo
    (Diretora do Núcleo de Geologia de Engenharia e Ambiental do Instituto Geológico; Secretária Executiva do Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e Redução de Riscos Geológicos – PDN)

  2. Pingback: Equipe de Educação se reúne com gestores do Litoral Norte | Portal ORD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *