Caraguatatuba

Projeto promove conscientização sobre manejo do óleo domiciliar em escolas de Caraguatatuba

Em Caraguatatuba o dano ambiental e financeiro, do descarte do óleo em ralos de cozinha,  é maior que em outras regiões devido as suas características geográficas (Foto Divulgação Prefeitura de Caraguatatuba)

Emmanuel Ponte, equipe de Comunicação do projeto Litoral Sustentável

Com o objetivo de esclarecer sobre os estragos que o óleo de fritura descartado indevidamente em ralos de cozinha causa, o projeto Caraguatatuba de Olho no Óleo da Água, vem, desde 2009, trazendo conscientização através das unidades escolares. O óleo despejado é responsável por contaminar a água dos lençóis freáticos, deixando-a imprópria para o consumo, ou então acaba por poluir as praias, prejudicando a balneabilidade e, consequentemente, influenciando em uma das principais fontes de renda da população local, o turismo.

No Litoral Norte, pelas suas caracterizas geográficas, o Sistema de Esgotamento Sanitário possui centenas de conjuntos motor-bomba, portanto o dano ambiental e financeiro é maior que em outras regiões. Apenas uma gota de óleo é responsável por inviabilizar 25 litros de água boa para o consumo. De acordo com o gerente da divisão da Sabesp de Caraguatatuba, Josival Alves de Souza, “os danos causados pelo lançamento de gordura no sistema de coleta, afastamento e tratamento de esgoto vão desde a obstrução nos ramais prediais, redes coletoras e linhas-tronco, como também bloqueiam as sucções de bombas que tem a função de transportar os esgotos de uma bacia para outra até a Estação de Tratamento.”

O projeto Caraguatatuba de Olho no Óleo da Água tem suas bases calcadas na relação família-escola, e por isso teve seu escopo fundamentado na conscientização através de atividades voltadas às crianças, além de incluir a pauta nas reuniões de pais, palestras com especialistas, visitas à estação de tratamento de água, dentre outras atividades. As próprias escolas funcionam como ponto de coleta do óleo descartado.

Além da conscientização a respeito do descarte, o projeto inclui ainda a pauta da reciclagem. O poder público procura fomentar o intercâmbio entre comunidades para que produzam outros produtos com o óleo impróprio para a cozinha, como a fabricação de sabão de limpeza – tanto para uso próprio quanto para geração de renda. O óleo recolhido nos pontos de coleta também pode ser reciclado para utilização como biocombustível.

O Governo Municipal propôs o projeto partindo do princípio de que Caraguatatuba é muito rica em nascentes, que fazem parte da riqueza da biodiversidade da Mata Atlântica, e por isso é um dever do poder público local cuidar do gerenciamento desses recursos naturais. A água, como patrimônio mundial e necessária para a manutenção da vida, é também estratégica para a conservação das florestas e da biodiversidade. A proposta inicial foi pensada e fundamentada em algumas ações prioritárias da Agenda 21 e do Programa Pedagógico de Educação Ambiental da Rede Municipal de Educação do Município de Caraguatatuba. O município busca a excelência em preservação ambiental para assim conquistar o chamado “Selo Verde”.

Confira abaixo as ações propostas no Programa:

• Levantamento de dados junto ás famílias dos alunos por meio de questionário.

• Integração escola-família (esclarecimento sobre programa Ambiental), através de reuniões nas escolas.

• Estudos sobre os Recursos hídricos do Município e a contaminação das águas por meio de efluentes domésticos.

• Palestras por Biólogos e Técnicos Ambientais sobre a necessidade da preservação da natureza.

• Coleta do óleo nas residências por meio dos alunos, levando o mesmo as Escolas.

• Pesquisa, estudo do meio, visitas à ETE (Estação Tratamento de Esgoto) e ETA (Estação Tratamento de Água), Sabesp.

• Registros e organização em portifólios.

• Fabricação de sabão pelas mães para passar o ensinamento a Comunidade.

• Quantificação das coletas com registros em recipiente devidamente identificada (nome da escola, data, quantidade, local, número de pessoas na família).

• Registro da coleta do produto pela firma beneficiadora do Óleo de cozinha, com retorno em material de limpeza para Escola, denominando o gasto com material de limpeza pela Prefeitura.

Confira os postos de coleta de óleo

Horário: das 7h às 17h

Tabatinga – EMEI/EMEF Pedro João de Oliveira
Rua Benedito Serrado, 130 – tel: (12) 3884-2091

Massaguaçu – EMEF Profª Antonia Antunes Arouca
Rua Itália Baffi Magni, 581 – tel: (12) 3884-3900

Massaguaçu – EMEI/EMEF Benedito Inácio Soares
Rua Regina Margareth Passos, 400 – tel: (12) 3884-2450

Olaria – CEI/EMEI Profª Aparecida Maria Pires de Meneses
Av. Marginal Ipiranga, 17 – tel: (12) 3883-8988

Casa Branca – EMEF Prof. Oswaldo Ferreira
Rua José Pedro de Oliveira Barbosa, 190 – tel: (12) 3882-1067

Martin de Sá – EMEF Prof. Luiz Ribeiro Muniz
Rua Analândia, 355 – tel: (12) 3882-5698

Ipiranga – CEI/EMEI Messias Mendes de Souza
Av. Brasil, 1350 – tel: (12) 3883-9788

Jardim Califórnia – EMEF Profª Antonia Ribeiro da Silva
Av. Alcides Alves Pereira, 140 – tel: (12) 3882-2286

Rio do Ouro – EMEI/EMEF Profª Aida de Almeida Castro Grazioli
Rua Francisco Ribeiro, 80 – tel: (12) 3882-2610

Rio do Ouro – EMEI/EMEF Bernardo Ferreira Louzada
Rua Horto Florestal, s/n – tel: (12) 3882-2221

Jaraguazinho – EMEI/EMEF Prof. Jorge Passos
Rua Oziel Egídio de Faria, s/n – tel: (12) 3882-4395

Indaiá – Secretaria Municipal de Educação
Av. Rio de Janeiro, 860 – tel: (12) 3897-7000

Tinga – EMEI/EMEF Prof. Lúcio Jacinto dos Santos
Rua Denilza Sebastiana dos Santos, 75 – tel: (12) 3883-4533

Poiares – CEI Poiares
Av. Floriano Peixoto, s/n – tel: (12) 3887-6315

Jardim Gaivotas – EMEF Profª Maria Moraes de Oliveira
Rua Pica Pau, 495 – tel: (12) 3887-7462

Morro do Algodão – CEI/EMEI Profª Maria Carlita Saraiva Guedes
Travessa Cinco, 75 – tel: (12) 3888-3223

Morro do Algodão – EMEI/EMEF Carlos Altero Ortega
Rua Sete, 15 – tel: (12) 3887-3021

Porto Novo – EMEI/EMEF Profª Maria Aparecida Ujio
Av. 1º de Maio, 285 – tel: (12) 3887-3836

Perequê-Mirim – EMEF Prof. Geraldo de Lima
Av. C, 685 – tel: (12) 3887-4322

Perequê-Mirim – EMEF Profª Edna Maria Nogueira Ferraz
Rua Benedito Fortunato – 1355 – tel: (12) 3887-3014

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *